segunda-feira, março 16, 2009

14 de Março

O dia amanheceu com sol. Quando acordei a luz solar bateu dolorosamente no fundo dos meus olhos e o latejar da minha cabeça acusou todos os excessos da véspera. Estava sozinho na cama e eram 11 da manhã. A noite anterior seria daquelas que facilmente durariam até de manhã e tive de me forçar a vir para casa cedo. Lá me levantei, e depois de dois copos de sumo e um Benuron já me sentia mais agilizado para aquilo que se havia de seguir. Fiz todos os preparos calmamente e cada vez que olhava o relógio sentia que tinha o tempo a meu favor. Mantive-me alheio a uma certa impaciência e tensão que pairavam pela casa, sentia-me senhor da situação. Mas entretanto comecei a ter indícios que as coisas não estavam controladas. Reparei que as minhas mãos estavam transpiradas, trémulas, o meu rosto estava lívido, as extremidades da minha boca estavam descaídas e não conseguia, por nada deste mundo, dar o nó da gravata. Afinal estava nervoso. Fiz mais umas tentativas desesperadas e já impaciente entreguei a gravata à minha irmã, que a avaliar pela minha expressão, nem rejeitou o meu pedido. A gravata ficou pronta, saímos todos em cima da hora e depois de ter chegado não me recordo de ter feito o trajecto. Sentia-me estranhamente nervoso mas conseguia controlar as emoções, ou pelo menos dar a ideia de serenidade, pois lentifiquei os meus movimentos. Caminhei devagar, falei sempre pausadamente, mas de vez em quando dava por mim a respirar fundo o que poderia indiciar o meu estado a um olhar mais atento. A espera não foi longa e a cerimónia começou. O meu amor estava lindo (é lindo!) e não perdi muito tempo em elogios, pois teria o resto do dia e o resto da vida para o fazer. O importante era consumar aquilo que tanto queríamos. Reparei que os seus olhos estavam carregados de comoção e ameaçavam um choro a qualquer momento. Dei-lhe a mão. Ela também tinha as mãos húmidas e resolvi abraçá-la. Depois correu tudo bem, à medida que tudo ia decorrendo, os nervos iam dissipando. Depois vieram as alianças, primeiro a minha, depois a dela. Ou ao contrário, já nem sei. Os risos começaram a sair, a tensão deu lugar ao humor e às brincadeiras. Desejaram-nos felicidades com um toque de moralidade, e saímos. Não houve arroz, mas houve um longo, demorado e silencioso abraço. Um abraço sentido. Um abraço de amor. O melhor que recebi na vida. Foi um abraço que apagou a má memória de tantos outros que demos em despedidas. Foi um momento muito especial e inesquecível. Sou um tipo de sorte. Tenho sorte de ter o amor que tenho, tenho sorte na família que tanto adoro, sorte em gostar daquilo que faço, sorte nos bons amigos que tenho. Agradeço toda a paciência e tudo o que a minha mãe fez e continua a fazer por mim. Agradeço todos os votos de felicidades que recebi dos meus amigos, e sentir a sinceridade desses votos estampada no brilho do vosso olhar é algo que nunca vou esquecer. A eles, a vocês, a todos, obrigado. E a ti meu anjo, agradeço todo o amor com que preparaste tudo, toda a dedicação que nos entregas e a partir de sábado tivemos então a certeza de que demos um passo em frente. Não um, mas dois passos. Lado a lado. Juntos.

16 comentários:

Brise disse...

kêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêê????????..........

imensos parabéns!!!!! meus e de todos aqui de casa!

Brise disse...

estive a reler o post para ter a certeza que tinha lido bem à primeira :)

mais uma vez, muitos parabéns aos dois e imensas felicidades!

Fong disse...

Parabéns!

Grande abraço e muitas felicidades aos dois.

Catarse disse...

fhóóóóóóófhhixxxx!! isto é que é um press release!

muitos parabéns e felicidades e saudinha aos dois!

abraçada

By myself disse...

Bem...não conheço nenhum dos dois (acho que conheço o Duque de foto), mas os meus parabéns na mesma!
Beijinhos

Myllana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Myllana disse...

"Nosso dia"foi lindo!E por acaso estamos bem parecidos hã?rs
Minha metade.
Te amo

Manel disse...

Parabéns!

ॐ Shiva ॐ disse...

Pedroca, fico muito feliz por vcs dois, decididamente é um passo muito importante na vida de duas pessoas que amam-se. Espero sinceramente que os objetivos de ambos sejam concretizados, com muita cumplicidade, respeito, sinceridade e e e ...
Felicidades sempre pra vcs!
beijos
Mara

i just can´t get enough disse...

Parabéns!!!Que comece uma nova vida partilhada a dois repleta de harmonia, paz, desejo, respeito e muito e muito e muito Amor. Beijinhos pro´s dois.

maf disse...

Março é um excelente mês para casar... as maiores felicidades para os dois!

Anónimo disse...

mylla, vc sabe o quanto estou feliz por vcs,lhe desejamos toda felicidades do mundo que vcs merecem,e que venham muitos e muitos anos pela frente.bjs da narjara e familia.

Abssinto disse...

Muitos parabéns, rapaz cheio de sorte. Continua sortudo.

abraço

Samsara disse...

Olá Toni
Que testemunho bonito. Foi como se estivesse lá.
Beijinhos aos dois

Sistema disse...

Muitos parabéns a ambos!!

Felicidades!

toninha disse...

Ainda bem que a fotografia não "apanha" agravata