segunda-feira, agosto 18, 2008

A reportagem...

O touro cavalgou a trincheira e furou o separador de aço. 520 kg de força a subir a bancada. Um pesadelo! O animal ingovernável, o ambiente insuportável, a histeria no ar. Depois de um baque me atingir, deixei de ver e de ouvir... Hoje tenho a moral nas últimas. Só consigo escrever isto.

4 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Tadinhos dos animais!

Sorrisos em Alta disse...

Há tanto outros tipo de "tourada" tão menos perigosa...

i just can´t get enough disse...

Saíste-me cá um contador de histórias...pena mesmo não ter estado lá.Bj

Paulo Serôdio disse...

Gosto de tourada, sou aficionado, mas sei que em Portugal é sempre, e sempre serà um assunto polemico. Acho que é uma questao de tradiçao, sempre dificil de compreender para quem nasceu longe destes habitos. Que saudades de uma boa tourada.